NOTA DA EDITORA

A arte e a literatura nos tocam quando um Eu se reconhece na experiência humana construída pela linguagem, visual ou verbal. A busca por esse Eu nos move em direção à vida e à potência de criá-la e recriá-la através da imaginação. Esse movimento é o que, à deriva, conduz-nos às suscitações do que nesta edição se manifesta múltiplo e amplo.

 

Como Pola Oloixarac nos conta, somos um atravessamento de ideologias, o que indubitavelmente se nos apresenta ao vermos a rota de nossas existências alteradas pelo rumo da história. Podemos pensar sobre isso com bom humor e ironia lendo a crônica “O Brasil que tem pra hoje”, de Tárcia Freitas Alcântara. Todavia, é permitida uma fuga através da poesia, em que há a possibilidade de ser Beatriz, de Dante ou da poeta paranaense Isabella Zanchi. Ou mesmo ser A poesia, o que Dércio Braúna chama de imensa memória da pele ou fabricação silenciosa dos afetos. Podemos até nos desritualizar, como sugere Lúcio Flávio Gondim, e apenas ser alguma coisa que abre um livro... Enquanto ruminamos obsessivamente sobre as possíveis experiências do ser poético, por uma via original, o Poeta de Meia-Tigela, em sua lírica do amor cotidiano,propõe que, sendo poeta, é possível viver a poesia ao invés de somente escrevê-la..

Concordo com a poeta Viviane Mosé, quando diz que não somos nossos discursos, nossas influências ou nossos sonhos – enquanto perversamente capitalizados pela cultura. Somos o que pulsa em nós! Somos o movimento das pulsões que é, por sua vez, a potência da vida. Com isso convidamos o leitor a experienciar a propagação do movimento das pulsões — a Propulsão —, na escrita, nas ilustrações e na fotografia de nossos colaboradores, ou companheiros de sublimação: Andressa BarbosaAndré Dias, Carlos Nóbrega, Clotilde Zingali, Dércio Braúna, Diogo Fontenelle, Ed Silva Quinoa, Fátima Vale, Felipe Franklin Neto, Gleanne Rodrigues, Hugo PontesIlton Paiva, Izabella Zanchi, Jorge Pieiro, Léo Prudêncio, Lúcio Flávio Gondim, Márcia Pfleiger, Paulo Avelino, Paulo Rodrigues, Pedro Humberto, Rita Kalinovski, Rosa Maria Mano, Rosana Piccolo, Tárcia Freitas, Thomaz Ramalho, ​Yasmin Nóbrega de Alencar Ylo Barroso.

 

Agradeço, especialmente, a Andréia Carvalho Gavita e a todas as poetas do Coletivo Marianas, que se fizeram presentes nesta edição. E ao meu companheiro, Alves de Aquino, por seu meticuloso trabalho de virginiano revisor, pelo café e pelo amor, que me fortaleceram a fim de pôr de pé este projeto.       

Lia Leite
editora da Revista Propulsão.

Revista Propulsão (ISSN: 2595-1351 )

Conteúdo protegido pela Lei do Direito Autoral nº 9.610/98. 

Editora Responsável

Lia Leite